O que fazer em Ametista do Sul - Capital mundial da pedra ametista.

22 de maio de 2019

Um feriado prolongado é uma ótima oportunidade para conhecer um lugar novo. Como eram somente três dias procuramos algum lugar próximo, que fazia tempo que queríamos conhecer.
O Rio Grande do Sul tem muitos lugares lindos, às vezes pouco divulgados...

Nosso roteiro ficou definido: 
Ametista do Sul e Derrubadas (para ver o Salto do Yucumã).

O Hotel definimos pelo que era pet friendly pois queríamos levar nosso peludo!

E acabou sendo uma bela surpresa pois o Eco Hotel Portal das Ametistas é lindo e com atendimento ótimo! O lugar é super tranquilo com cabanas, lago, espaço para meditação e muitas pedras ametistas e bambu por todos os lados. O café da manhã é feito com todo capricho e os sucos naturais...deliciosos! Adoramos!Indico muito!



 Madiba adorou a liberdade...hehehe:







Chegamos em Ametista pouco depois do meio dia, a viagem foi tranquila, alguns trechos com bastante caminhões e estrada mais ou menos, mas na maior parte estava bom.

Fomos logo conhecer o Ametista Parque Museu. Ingresso: R$20,00.
O passeio começa com uma volta dentro de uma mina para ter uma noção do trabalho (árduo) de quem descobre essas belezas.Muito interessante. Vale a pena fazer.
Em seguida um guia nos acompanhou pelo museu.Era sexta-feira e não estava muito movimentado, o que para fotos e vídeo é uma benção..hehehe.
Como eu sempre gostei de pedras naturais...fiquei encantada!
Ao todo são aproximadamente 1500 minerais de uma beleza incrível. Ali podemos ver um meteorito raro de mais ou menos 140 kg que, conforme informações do guia explodiu do centro de uma estrela ou planeta.
Outra raridade é a ametista mais valiosa extraída em 80 anos de atividade, com 2.5 toneladas!

Poderia ficar horas lá dentro(mas não me deixaram...hahaha).

Depois vamos percorrendo por dentro da mina onde há ainda ametistas que ficaram nas paredes e alguns lugares água na cabeça...bem tranquilo. Seguimos para a vinícola (linda) para degustação.

Em seguido chegamos a Mina Beer, a primeira microcervejaria subterrânea do mundo, no interior de uma mina de pedras ametistas.

Que ideia incrível! Ficou linda! Tem um estilo medieval, tipo aquelas tavernas . Tem vários ambientes e onde tiveram o cuidado de preservar ao máximo o ambiente natural. Ainda é possível conhecer todo o processo da produção de cerveja, desde a moagem dos grãos até a etapa do envasamento.O ambiente natural do local permite a maturação da cerveja em barris de madeira(carvalho). 
Para quem gosta de cerveja é sem dúvida um passeio obrigatório na cidade! 
Além da degustação no local há os produtos disponíveis para venda no local e, em breve e-commerce.

A atendimento é muito bom e a cerveja também!  

No final ainda tem a loja de pedras e jóias para fechar com chave de ouro - no caso - de ametista!

Mas só achei muito cedo o fechamento do museu: 17:00hs. Então, é bom ir logo no primeiro horário, se for à tarde.
Você pode comprar pedras no museu e também no caminho dele, onde há várias lojinhas.

No segundo dia seguimos cedo para Derrubadas, onde fica o Salto do Yucumã. Levamos duas horas porque a estrada não estava muito boa e já no parque são 15km de estrada de chão.


"O Salto do Yucumã é considerado a mais extensa queda longitudinal do mundo, com 1800 metros. A altura das quedas varia conforme o nível do rio Uruguai, podendo chegar até cerca de 20 metros e a profundidade média do canal é de aproximadamente 110 metros. Há épocas, no entanto, em que o rio fica totalmente encoberto, quando as quedas então não podem ser visualizadas, e os lajedos não ficam expostos para o visitante caminhar."
No caso, não tivemos a sorte de ver as quedas de água. Estava um dia lindo de sol, mas o rio tava cheio...triste. Fica para a próxima. Você pode ligar antes para o parque para saber se está com uma queda boa para olhar. Nós ligamos e sabíamos da possibilidade de não conseguir aquele dia, mas como já estavamos em Ametista, resolvemos conhecer o lugar de qualquer forma. Entrada do parque: R$17,10 (não me pergunte porque os 0,10) Não é permitido pet, tivemos que deixar o nosso no hotel.


Voltamos a Ametista para conhecer a Vinícola Ametista, que também tem disponível um passeio pela sua mina onde estão armazenados os seus vinhos e no final degustação dos vinhos.

"Situada na maior jazida de pedras ametista do mundo com a maior cave subterrânea de envelhecimento de vinhos existente (informações do site). Passeio e degustação: R$ 10,00. Atendimento e vinhos muito bons e o suco então...uma delícia!

No centro fomos conhecer a Igreja Matriz  São Gabriel. Ela é única no mundo revestida de Pedras Ametistas, ao todo são mais de 40 toneladas de pedras em suas paredes e com outras várias em seu altar e outros detalhes. Foi cobrado R$ 2,00 por pessoa, mais 5,00 por celular.



No outro lado da rua fica a Pirâmide Exotérica. Muito interessante!

Segundo o site :  pirâmide exotérica é um local para meditação, pois sustenta o poder mágico dos minerais em suas paredes internas, ela também simboliza a ligação entre a terra e o céu. A pirâmide exotérica possui um centro místico mágico, acredita-se que as orações feitas ali serão levadas diretamente as divindades. A parte superior da pirâmide concentra mais energia, enquanto sua base acumula um tipo de energia mais tranquila mais calma.
A base da pirâmide é quadrada e representa terra, seus quatro ângulos representam: Verdade, inteligência, silêncio e profundidade.Terra:Profundidade, Fogo:Verdade, Água:Silêncio e Ar: Inteligência.

Também passamos pelo Museu do Bambu. Foi rapidinho e não conseguimos fazer a visita guiada, mas conseguimos ver muita coisa interessante que se pode fazer com o bambu, além do que já conhecíamos.


As duas noites encerramos com jantar no Restaurante Belvedere Mina, considerado o único restaurante subterrâneo temático em pedras ametista do mundo. 

O lugar é realmente lindo! Todas as mesas são feitas ou com detalhes em pedras e vários objetos por todo o local também em ametistas. 
A temperatura amena é ótima, sempre (inverno e verão) entre 18 e 20 graus, o que é uma característica das minas de ametista.


Os preços são bem variados tanto de bebidas quanto das comidas, o local que já enche os olhos. 
Mas vai depender de quanto você quer gastar.
E o atendimento muito bom!!

Encerramos o passeio na LP Minerais do Brasil, uma loja de pedras com uma infinidade de pedras e que é difícil sair de lá tão cedo!
Dá uma olhadinha:




Foi um final de semana de muita energia positiva neste lugar
 que sem dúvida vale muito a pena conhecer!!


2 comentários:

  1. oi!
    Que dica maravilhosa :D este lugar é maravilhoso, amei este museu preciso conhecer adoro pedras ..

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Nossa eu amei as fotos, achei um lugar incrível para se conhecer, gostei de saber.

    ResponderExcluir