Uber lança novidade que contradiz seu modelo de negócios

17 de fevereiro de 2020



A Uber lançou uma novidade nesta semana que contraria todo o seu modelo de negócios: a possibilidade de pedir uma viagem por telefone. Ao discar 1-833-USE-UBER (o que corresponde a 1-833-873-8237), os usuários podem conversar com um atendente e pedir uma corrida. Eles escolhem a modalidade (UberX ou UberBlack, por exemplo), dizem onde estão e para onde vão e são informados do preço.

Informações como horário de chegada, nome do motorista e a placa do veículo são recebidas pelo SMS – o que invalida a possibilidade de o passageiro não possuir nenhum celular. No entanto, isso o livra da obrigação de ter internet ou que o aparelho tenha que ser compatível com o aplicativo. A iniciativa está sendo testada no Arizona, nos Estados Unidos, e pode ser expandida para outros locais. O objetivo é que atinja principalmente a população que não possui afinidade com aplicativos, mas que sabem pedir por corridas à moda antiga, ao exemplo dos táxis.

Apesar de parecer o “caminho contrário”, o teste não invalida o projeto de “digitalização das corridas” proposto pela Uber e adotado por centenas de empresas ao redor por mundo. A novidade é uma forma de conquistar o público que, seja qual for o motivo, ainda não havia adotado os aplicativos.

Não há expectativa de quando – ou se - a empresa lançará o serviço no Brasil. No entanto, nesta semana, a novidade aqui foi outra: o U-Áudio. A partir desta segunda-feira (10) é possível gravar o áudio das corridas da Uber em Salvador (BA), Campo Grande (MS), São Luís (MA), Sorocaba (SP) e Uberlândia (MG).

Motoristas e passageiros poderão gravar o áudio dentro dos veículos e enviá-los para a Uber caso haja alguma anormalidade na viagem. Para garantir a privacidade, o som gravado é criptografado e pode ser ouvido apenas pela empresa, caso seja solicitado por uma das partes. O lançamento faz parte do U-Ajuda, conjunto de iniciativas de segurança divulgadas pela companhia em janeiro.



Como escolher o Vestido de Madrinha ideal

24 de janeiro de 2020



Ser madrinha de um casamento é uma tarefa importante e cheia de significados.
Ajudar na escolha do vestido de noiva, o penteado, auxiliar na organização da festa e ainda estar sempre por perto para aconselhar os noivos nos momentos bons e difíceis do noivado: tudo isso é tarefa para a madrinha de casamento. Portanto, ser escolhida como madrinha é sempre uma grande honra! Afinal, dentre tantas pessoas que participaram da vida do casal, esta foi uma das escolhidas para assumir papel tão especial!


Nesta ocasião tão especial, a madrinha de casamento precisa estar vestida à altura. Por isso, o vestido de madrinha de casamento é uma peça tão importante. Neste momento é normal surgirem mil dúvidas sobre qual o vestido de madrinha de casamento ideal a ser escolhido. Saber escolher o modelo correto, a cor ideal, etc. Nem sempre é uma tarefa muito fácil.


A dica é uma boa conversa com a noiva ou os noivos, afinal de contas, a festa precisa ser do jeito que eles sonharam. Da noiva devem vir informações importantes, como a cor, modelo, etc. 
Mas de qualquer forma, algumas regras já são tradicionalmente estabelecidas.


Aqui no Brasil e nos países ocidentais, de modo geral, o branco e cores semelhantes, como o pérola, marfim e tons off white são de uso exclusivo das noivas. Numa ocasião tão especial, não queremos disputar espaço com a noiva, mesmo quando ela não escolher usar a cor.

Já no caso do preto, não é aconselhável porque é uma cor, que embora seja muito elegante, faz associação direta com a morte. 

Vestidos para casamentos: modelos curtos apenas em casamentos à luz do dia

O casamento é uma grande e importante festa e por isso mesmo, o vestido de festa deve ser escolhido com sabedoria. Quando tratamos do comprimento do vestido de madrinha, o vestido longo sempre é o primeiro a vir às nossas cabeças, porém não é a única opção.


O vestido de madrinha curto pode ser usado sim, mas é preciso ter cuidado com o local e o horário em que será realizada a cerimônia. Se for à noite, com certeza deve-se usar um modelo mais formal e longo. O brilho também é permitido nessa situação. Especialmente em casamentos mais sofisticados à noite, vale caprichar nos acessórios e até permitir-se uma maquiagem mais destacada, com olhos e bocas bem marcados.

Já se a cerimônia será realizada durante o dia, vale a pena analisar também a opção do vestido curto. Nesse caso, evite tecidos e acessórios com muito brilho.


Vestidos para madrinhas de casamento em tecidos nobres.

O casamento é uma ocasião que exige sofisticação e glamour. Por isso mesmo, os vestidos de madrinha devem ser confeccionados em tecidos nobres. Entre algumas opções de tecidos, pode-se destacar o crepe de seda, a mousseline ou o gazar, que é fino, leve e fluido.

Além disso, as rendas, em suas diversas opções de desenhos e tamanhos de tramas, são amplamente permitidas para compor os modelos de vestidos de madrinha de casamento.




Eles contam com uma grande variedade de vestidos de festa para todas as ocasiões. 
Dá uma conferida e me diz o que achou da loja. Clique Aqui



Você pode acompanhar todas as novidades pelas nossas redes sociais:

O que fazer em Ametista do Sul - Capital mundial da pedra ametista.

22 de maio de 2019

Um feriado prolongado é uma ótima oportunidade para conhecer um lugar novo. Como eram somente três dias procuramos algum lugar próximo, que fazia tempo que queríamos conhecer.
O Rio Grande do Sul tem muitos lugares lindos, às vezes pouco divulgados...

Nosso roteiro ficou definido: 
Ametista do Sul e Derrubadas (para ver o Salto do Yucumã).

O Hotel definimos pelo que era pet friendly pois queríamos levar nosso peludo!

E acabou sendo uma bela surpresa pois o Eco Hotel Portal das Ametistas é lindo e com atendimento ótimo! O lugar é super tranquilo com cabanas, lago, espaço para meditação e muitas pedras ametistas e bambu por todos os lados. O café da manhã é feito com todo capricho e os sucos naturais...deliciosos! Adoramos!Indico muito!

Como ir ao Lago Titicaca por conta própria e economizar muito!

8 de abril de 2019

Quando programamos nossa viagem ao Peru, o Lago Titicaca estava entre os principais lugares (claro que Machu Picchu estava em primeiro...) que queríamos conhecer, mas também o mais incerto. Como íamos ficar em Cusco e de lá partir para os outros passeios este seria o mais distante e com valor mais alto também (segundo nossas pesquisas pela internet). 
Mas...conseguimos reduzir esse valor para menos da metade do preço!!
Conto logo abaixo.

Antes vou falar um pouco sobre o lago para justificar minha vontade imensa de  conhecer e te inspirar...

Como já falei no primeiro post sobre esta viagem,  no primeiro dia que chegamos a Cusco fomos as agencias para programar e comprar nossos passeios (entre eles a Montanha Colorida que contei aqui). Nesta hora quase desistimos do Titicaca... o valor oferecido pelas agências era alto e tomaria praticamente dois dias da nossa estadia e teríamos que excluir vários lugares. 
A oferta das empresas de turismo no centro era : passeio e entradas no Titicaca, almoço + passagem de ônibus até Puno(onde partem as saídas para o Lago) e isso ficaria em torno de R$400,00 por pessoa e sairia na as 22:00hs, viajaria na madrugada, chegando a Puno as 6:00hs e iniciando o passeio logo após. Mas... depois de umas dicas descobrimo que poderíamos comprar as passagens pela metade do preço, direto do "Terminal Rodoviário" de Cusco. 

5 dicas para alcançar a felicidade

25 de março de 2019







De acordo com pesquisa, os brasileiros alcançaram o índice mais alto de infelicidade em sua história.
O brasileiro nunca foi tão infeliz como no ano passado, de acordo com a "World Happiness Report", pesquisa realizada pela Gallup, que mede a felicidade em todo o mundo. O estudo mostrou uma grande preocupação dos brasileiros com a crise financeira e as lideranças políticas no País. No entanto, de acordo com Heloísa Capelas, especialista em inteligência emocional e diretora do Centro Hoffman, a resposta para superar a infelicidade pode ser mais simples do que se imagina. Afinal, ser feliz não depende de fatos e pessoas e sempre é possível aprender a ser mais feliz na vida cotidiana.


Além disso, ao longo do tempo, foram criadas diferentes ferramentas que auxiliam as pessoas a sair deste estado de infelicidade, segundo Heloísa. O Processo Hoffman, ministrado por ela, é uma delas. "Por meio da metodologia que aplicamos em nosso curso, promovemos uma desconstrução de cada indivíduo para que eles entendam um pouco mais sobre como se tornaram quem são e desenvolvam a inteligência emocional. Ao terem essa percepção, conseguem também refletir de forma mais objetiva sobre os acontecimentos cotidianos de forma que não sejam tomados pela infelicidade", afirma.


Também autora do livro "O Mapa da Felicidade", Heloísa aborda na obra aborda as principais inteligências humanas, com conceitos e exercícios práticos. "De modo geral, a felicidade é descrita como uma sensação de bem-estar, grande alegria, contentamento, boa sorte, bom êxito, sucesso ou paz interior."


Diante disso, confira cinco dicas selecionadas pela especialista para se encontrar o caminho da felicidade: